Horário: Temporarily closed for renovation works.

O Museu de Alberto Sampaio recebe, no dia 11 de maio, uma jornada de promoção e defesa da história e do património locais dedicada aos morgados e capelas de Guimarães.

A iniciativa enquadra-se no projeto VINCULUM, que estudou o impacto social, económico e cultural dos “vínculos” (morgadios e capelas) na sociedade portuguesa entre os séculos XIV e XVII, com base em dados recolhidos em arquivos de todo o país.

Alojado na Universidade Nova de Lisboa e financiado pelo Conselho Europeu de Investigação, este projeto está a ser apresentado publicamente em vários ciclos de conferências divididos pelas cidades de Guimarães e Lisboa, numa iniciativa intitulada “Acordar História Adormecida: os Documentos do Projeto VINCULUM”.

A jornada em Guimarães está marcada para o próximo sábado, dia 11 de maio, e terá lugar na Sociedade Martins Sarmento, de manhã, e no Museu de Alberto Sampaio, à tarde, com várias conferências, nomeadamente sobre os “vínculos” de Guimarães.

A participação é limitada à lotação do espaço.

 

PROGRAMA

10 MAIO
Escola Secundária Santos Simões

10h30 – Ana Mafalda Lopes (Projeto VINCULUM; IHC-UNL)
O trabalho desenvolvido em arquivo pelo projeto VINCULUM

11 MAIO
Sociedade Martins Sarmento

9h30 – Receção
10h00 – Sessão de Abertura
Antero Ferreira (Presidente da Sociedade Martins Sarmento)
Maria de Lurdes Rosa (Projeto VINCULUM; IHC-UNL)
Ana Mafalda Lopes (Projeto VINCULUM; IHC-UNL)

10h30-11h00 – Alice Gago (CEHR-UCP/Prémio Alberto Sampaio 2020)
Os morgados dos Carvalho – Guimarães, séculos XV-XVI

11h00-11h15 – Coffee-break

11h15-11h45 – Filipe Alves Moreira (FLUP)
Edição de um documento precioso: a crónica dos Castelo Branco. Um testemunho no Arquivo da Casa do Costeado (Sociedade Martins Sarmento)

11h45-12h00 – Debate

12h00-13h00- Visita à Sociedade Martins Sarmento

Museu de Alberto Sampaio

14h30 – Sessão de Abertura
Isabel Maria Fernandes (Diretora do Museu Alberto Sampaio)
Benjamim Sampaio (Diretor da Escola Secundária Santos Simões)
Maria de Lurdes Rosa (Projeto VINCULUM; IHC-UNL)
Ana Mafalda Lopes (Projeto VINCULUM; IHC-UNL)

15h00-15h30 – Maria de Lurdes Rosa
O projeto VINCULUM e a sua base de dados: um contributo para a história local

15h30-16h00 – Ana Mafalda Lopes
“Porque a memoria é fraca, e as vidas curtas”: família, afetos e conflitos

16h00-16h30 – Miguel Aguiar, Rita Sampaio da Nóvoa
(Projeto VINCULUM; IHC-UNL)
Os vínculos de Guimarães na base de dados do projeto VINCULUM

16h30-17h00 – Debate

17h00-18h00 – Visita ao Museu de Alberto Sampaio