Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Fuga para o Egito

Fuga para o Egito

Autor: Ambrósio Coelho (?) e Manuel Gomes de Andrade (?) (atribuída a)

Data: Século XVIII, 1.ª metade

Material: Madeira estofada e policromada

Dimensões (cm): alt. 78 x comp. +/- 106

Proveniência: Guimarães, igreja do Convento de Santa Clara

N.º de Inventário: MAS E 13 (5)

Escultura representando a passagem bíblica da Fuga para o Egito: avisado, por um anjo, da perseguição de Herodes, José leva a sua família para o Egito e aí permanece até à morte do rei. São José, com uma corda, puxa o burro que transporta Maria com o Menino Jesus no colo. As suas vestes apresentam um estofado com decoração floral e vegetalista e ambos têm chapéus de aba.

Esta magnífica Fuga para o Egito foi, desde sempre, considerada uma peça ímpar da escultura portuguesa.

Em 1924, quando a Comissão Central de Execução da Lei de Separação resolveu vender em hasta pública os bens do Convento de Santa Clara, de Guimarães, houve algumas peças com que o Estado decidiu ficar. Um conjunto de peças esteve à guarda da Sociedade Martins Sarmento até à criação do Museu de Alberto Sampaio, tendo dado entrada nas coleções deste em 1934 (Fuga para o Egito, Sagrada Família e Batismo de Cristo) e em 1937 (seis telas).