Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Nossa Senhora da Piedade

 

Nossa Senhora da Piedade

Autor: Inglaterra, Oficina de Nottingham 

Data: Século XV – XVI

Material: Alabastro

Dimensões (cm): alt. 65,7 x larg. 37 x prof. 13,5

Proveniência: Guimarães, Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira, Capela dos Pinheiros

N.º de Inventário: MAS E 5

Escultura, em alabastro, representando a Virgem sentada no trono com a cabeça coberta por um amplo véu, segurando o corpo inerte de Cristo, onde são visíveis as chagas da crucificação.

Nas coleções portuguesas, é possível encontrar muitas esculturas de alabastro atribuídas a Nottingham. Isso deve-se quer às relações comerciais que Portugal mantinha com Inglaterra e que se intensificaram com o casamento do rei Dom João I com Dona Filipa de Lencastre, quer ao período das lutas político-religiosas, que levaram os protestantes ingleses a destruírem e a desfazerem-se de muitas destas esculturas, vendendo-as em Portugal.

Esta escultura integrava um conjunto constituído por Nossa Senhora e São João Evangelista (MAS E 2) e as Santas Mulheres (MAS E 3), estas em madeira. As três esculturas pertenceram à Capela Tumular dos Pinheiros, localizada no andar térreo da torre sineira da igreja da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira. A Capela dos Pinheiros é o espaço funerário onde foi enterrado o Doutor Pedro Esteves, Desembargador e Ouvidor do Duque de Bragança, e sua mulher, Dona Isabel Pinheiro. O casal, que tinha residência no Solar dos Pinheiros, em Barcelos, foi sepultado na Colegiada de Guimarães, onde um dos seus filhos, Dom Diogo Pinheiro, professou e chegou a prior entre 1503 e 1514.