Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Santa Maria de Guimarães

 

Santa Maria de Guimarães

Autor: Desconhecido

Data: Século XIII

Material: Madeira de pereira policromada

Dimensões (cm): alt. 84 x larg. 32

Proveniência: Guimarães, Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira

N.º de Inventário: MAS E 1

Escultura românica, feita em madeira de pereira, símbolo da fertilidade, representando a Virgem sentada no trono, segurando o Menino ao colo, ambos em posição frontal e formando um conjunto estático profundamente dominado pelas regras de simetria. Obedece ao esquema iconográfico bizantino da Virgem em Majestade.

Como é característico do estilo românico, esta Virgem apresenta um sorriso indefinido, olhar ausente e sem expressão e uma postura muito hirta. Nela ainda é visível a policromia reveladora do gosto do Homem medieval pela cor.

No século XVII, verificou-se uma tendência que pretendia aumentar o realismo da imaginária sagrada, vestindo as imagens de vulto. Por isso, eliminaram-se os braços da Senhora, assim como as zonas laterais do trono e o Menino que estaria no seu colo, mutilando profundamente a imagem.

Apesar da destruição a que foi sujeita, esta escultura ocupa um lugar especial na história da arte portuguesa. Com efeito, é uma das mais antigas (das poucas) esculturas devocionais românicas em madeira que se conhece em Portugal e a mais antiga imagem da Virgem da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira que conseguiu chegar até aos nossos dias.