Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Sala do Capítulo

Sala do Capítulo

Na ala nascente do claustro encontra-se a primitiva Sala do Capítulo, com grossas paredes de granito sigladas, datadas do século XIII.

O acesso a esta sala, espaço importante e comum em qualquer convento ou mosteiro, faz-se por um portal em arco ultrapassado, de aduelas finas e regulares. Este arco assenta sobre colunas com capitéis românicos decorados com quadrúpedes afrontados, devorando uma presa. Duas janelas geminadas, com arcaturas igualmente ultrapassadas, de data incerta, flanqueiam a porta. Embora se tenha inicialmente pensado que este portal seria uma reminiscência do primitivo mosteiro de Mumadona, as teorias mais recentes (nomeadamente a defendida por Ferreira de Almeida), remetem-no para o século XIII.

No interior, podemos ver um teto apainelado com pinturas de brutesco feitas a têmpera.

Este teto é composto por quarenta caixotões de madeira moldurados. Num dos caixotões da fileira central está representada a tiara papal, sobre chaves cruzadas, e no seguinte a data de 1709, elementos que nos remetem para a altura em que a sala funcionou como capela-sede da Irmandade de S. Pedro dos clérigos da vila.

Nesta sala, terá também funcionado a escola da Colegiada, onde o Mestre-escola ensinava gramática e cantochão aos meninos do coro. Desde o século XIII, que a Colegiada mantinha uma escola, sendo a função de Mestre-Escola muito prestigiada.

Atualmente esta sala é usada para exposições temporárias.

Exposição temporária