Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Inscrição Comemorativa da Fundação da Igreja Gótica de Nossa Senhora da Oliveira

 

Inscrição Comemorativa da Fundação da Igreja Gótica de Nossa Senhora da Oliveira

Autor: Desconhecido

Data: 1387, 6 de maio

Material: Mármore

Dimensões (cm): alt. 57 x larg. 154,5 x prof. 12

Inscrição: ERA DE MIL E CCCC E XXV ANOS  SEIS DIAS DO MES DE MAYO FOI

COMECADA ESTA OBRA POR MANDADO DELREY DOM IOHÃO DADO PELA GRAÇA DE DEOS A ESTE REINO DE PORTVGAL FILHO DO MUY NOBRE REY DON PEDRO DE PORTUGAL ESTE BÕ REY DON IOHAN OVE BATALHA REYAL EN CANPO CÕ ELREY DON IOHÃO DE CASTELLA NOS

CAMPOS DE AGILBAROTA E FO / Y DELA VENCEDOR E A HONRA DA VITORIA QVE LHE DEV A VIRGE S MARIA MANDOV FAZER ESTA OBA DA QVAL FOY MEESTRE POR SEV MANDADO IOHAN GARC MESTRE EN PEDRARIA E FO Y ACABADA  DIAS DO MÊS DE     ERA DE MIL E CCCCZI       ANOS

Proveniência: Guimarães, Igreja de Nossa Senhora da Oliveira

N.º de Inventário: MAS L 4

Inscrição que apresenta um campo epigráfico com sete extensas linhas, enquadrado por uma moldura, onde podemos ver, em cima e em baixo, uma sequência de oito folhas de videira dentro de medalhões vegetalistas circulares. Nas bandas laterais foram esculpidos três escudos reais dentro de campos quadrilobados.

Esta inscrição tem a particularidade de apresentar a última linha incompleta: o escultor deixou três espaços em branco para serem gravados os dados cronológicos relativos à conclusão da obra (dia, mês e ano), que nunca chegaram a ser preenchidos, talvez porque as obras se prolongaram por muitos anos, ainda se registando trabalhos em 1413.

Quando o rei Dom João I veio a Guimarães agradecer a Santa Maria da Oliveira a vitória alcançada na Batalha de Aljubarrota, terá achado que a igreja era pequena, antiga e pobre e, por isso, indigna da padroeira, pelo que mandou reconstruí-la. As obras estiveram a cargo do mestre de pedraria João Garcia de Toledo, que remodelou a igreja no estilo gótico.

A 6 de maio de 1387, iniciaram-se as obras, conforme refere a lápide que está hoje junto à porta da igreja e que aí foi colocada, em 1608, por ordem do cabido da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira, para substituir a original, que estava a ficar muito gasta pelo tempo. A inscrição medieval e original foi, então, retirada e encontra-se atualmente na Sala de Aljubarrota.