Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Cruz de altar

 

Cruz de altar

Autor: António Rodrigues Leão

Data: 1767 – 1768

Material: Prata branca e dourada

Dimensões (cm): alt. 159 x larg. 52

Proveniência: Guimarães, Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira

N.º de Inventário: MAS O 20

Esta cruz de altar ou de assento inspira-se nos modelos importados do Barroco romano, amplamente divulgados na ourivesaria sacra portuguesa: base triangular saliente assente em pés em forma de garra, haste alongada ornamentada com volutas, concheados e querubins. A cruz de prata lisa é rematada por filetes, com os extremos decorados igualmente com volutas, conchas e cabeças de anjo e apresenta um resplendor de raios que se encontra por trás da cruz e do corpo de Cristo crucificado.

Na base da cruz pode ver-se uma cartela com as armas de Paulo de Carvalho.

Esta peça é a única sobrevivente da banqueta, composta pela cruz e por oito castiçais (confiscados pelos franceses em 1808), que Dom Paulo de Carvalho e Mendonça, prior da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira e irmão do primeiro Marquês de Pombal, mandou fazer em Lisboa a partir de várias pratas velhas da Colegiada para modernizar as pratas em uso na igreja.