Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Jarras de andor

 

Jarras de andor

Autor: José Coelho de Oliveira

Data: Século XIX

Material: Prata branca

Dimensões (cm): MAS O 55 e MAS O 56: alt. 36,5 x larg. 20,5 | MAS O 57: alt. 36,2 x larg. 21,2 | MAS O 58: alt. 36,7 x larg. 20,6

Proveniência: Guimarães, Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira

N.º de Inventário: MAS O 55, MAS O 56, MAS O 57 e MAS O 58

Conjunto de quatro urnas cobertas com asas assentes em plinto retangular. A decoração, relevada, utiliza frisos de acantos e elementos florais, que alternam com zonas de prata lisa. A base circular apresenta dois níveis, o primeiro decorado com um friso de folhas de acanto e o segundo, que serve de elemento de ligação à urna, é liso. A urna é decorada ao centro com ramagens e flores, sendo rematada superiormente por um friso de acantos. A tampa é formada por um friso de folhas de acanto que se repetem no coroamento. As asas são formadas de enrolamentos, rematados inferiormente por folhas de acanto, e superiormente por flores.

Estas quatro jarras de andor são exemplo da boa ourivesaria executada em Guimarães e eram exibidas em procissões. Não sendo inteiramente ao gosto neoclássico, mostram algum hibridismo de estilo, muito habitual no século XIX.