Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Relicário de São Sebastião

 

Relicário de São Sebastião

Autor: Desconhecido

Data: Século XVI, final

Material: Prata branca e dourada

Dimensões (cm): alt. 55 x larg. 22

Proveniência: Guimarães, Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira

N.º de Inventário: MAS O 23

Este relicário maneirista com forma antropomórfica representa o santo mártir cristão do século III, São Sebastião. O santo, amarrado a um tronco, é representado no momento do martírio, trespassado por seis setas. Tem incrustado no peito o relicário emoldurado por cartela decorada por um rosário e motivos vegetalistas.

Esta peça deve-se ao Doutor Baltazar Vieira de Carvalho, vimaranense, que desempenhou o cargo de Corregedor do Crime na corte de Dom João III, e que deixou em testamento prata para o fabrico de uma imagem do Santo protetor da peste.

Muito venerado no século XVI, São Sebastião era o protetor celeste contra um dos flagelos da época, a peste. Na festividade do santo, a 20 de janeiro, a pequena imagem era conduzida processionalmente ao longo do muro da vila, por fora, sendo hábito, no fim da cerimónia, os fiéis rezarem um Pai-Nosso e uma Ave-Maria por alma do Doutor Baltazar. Esta personalidade instituiu um oratório no edifício dos Paços do Concelho, com sua confraria do Espírito Santo, vinculando-lhe determinados bens para satisfação de várias obrigações religiosas e provendo-o dos necessários objetos de culto.