Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

Anjos

 

Anjos

Autor: Desconhecido

Data: Século XVI

Material: Madeira policromada

Dimensões (cm): E 117  alt. 71 x larg. 33,5 x prof. 19; E 118  alt. 72 x larg. 33,5 x prof. 19

Proveniência: Guimarães, Casa da Aveleira

N.º de Inventário: MAS E 117 e MAS E 118

Anjos, de cabelo comprido, envergando uma túnica longa de pregueado simétrico longitudinal, ajustada na cinta com um cordão e faixa cruzando o peito. Falta-lhes parte dos braços e ambas as mãos. Apesar da imprecisão das proporções e da sujeição da anatomia aos panejamentos, os dois anjos provenientes da capela da Casa da Aveleira acusam permeabilidade ao ambiente hispano-flamengo que domina a personalidade dos escultores da época manuelina. Os anjos são um tema iconográfico de grande éxito no reinado de Dom Manuel, sobretudo pela difusão do culto do Anjo Custódio.

Estas esculturas procedem, em conjunto com outras quatro [uma Virgem (MAS E 116), um Santo Papa (MAS E 114), um Santo Bispo (MAS E 115) e um São Paulo (MAS E 113)] da capela da Casa da Aveleira. Dada a similitude de dimensões e de tratamento estilístico, julga-se que poderão ter sido criadas para um mesmo retábulo renascentista e, apesar de muito maltratadas pelas pragas xilófagas, deixam ainda transparecer uma grande qualidade de execução.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]