Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

São Dâmaso

 

São Dâmaso

Autor: Desconhecido

Data: Século XVI, final

Material: Óleo sobre madeira de castanho

Dimensões (cm): alt. 106,6 x larg. 49,5

Proveniência: Desconhecida

N.º de Inventário: MAS P 5

São Dâmaso, padroeiro de Guimarães, enverga uma dalmática muito ornamentada. Como símbolos da sua condição de papa, usa a tiara das três coroas e segura a cruz tríplice, de haste muito longa.

Dâmaso foi um dos mais notáveis papas do século IV, defendendo a Igreja de Roma contra eventuais cismas.

Esta pintura e uma outra representando São Torcato (MAS P 4), que também se expõe na Sala de Pintura e Escultura, representam dois dos mais célebres santos do hagiológio vimaranense e devem ter pertencido a um dos retábulos existentes no claustro da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira.

Obras de um mesmo pintor, de acordo com Vítor Serrão, poderão resultar da mão de um mestre vimaranense anónimo influenciado, em termos estilísticos, pelo pintor vimaranense ativo na geração anterior, Pedro de França, que fora pintor assalariado da Colegiada no terceiro quartel do século XVI. Neste mestre anónimo desaparecem os arcaísmos goticizantes e a mão desenvolve-se com outro revigoramento e sedução plásticas, dentro de uma visível influência dos cânones maneiristas neerlandeses.