Horário: De terça a domingo, das 10h00 às 18h00

Rua Alfredo Guimarães

4800-407 Guimarães

São Lourenço

 

São Lourenço

Autor: Desconhecido

Data: Século XV

Material: Calcário policromado

Dimensões (cm): alt. 69 x larg. 24

Proveniência: Desconhecida

Inventário: MAS E 49

Escultura policromada de São Lourenço, com tonsura, vestido de diácono e tendo na mão direita a grelha do suplício, um dos seus atributos. Na mão esquerda segura um livro.

Originário de Huesca, em Aragão (Espanha), São Lourenço foi diácono do papa Sisto II, que o ordenou e lhe confiou o cargo de tesoureiro da igreja.

No ano 257, Valeriano decretou a perseguição dos cristãos e, em 258, mandou deter e decapitar o papa Sisto II. Na sequência deste acontecimento um representante do imperador Valeriano deu três dias a São Lourenço para que apresentasse contas dos bens e das riquezas da igreja. São Lourenço decidiu, contudo, distribuir essas riquezas pelos pobres. Furioso, o imperador ordenou que o prendessem e queimassem vivo sobre uma grelha.

Iconograficamente, São Lourenço é representado, normalmente, com o aspeto de um jovem, tonsurado e usando uma dalmática de diácono. O seu atributo mais característico é uma grelha, instrumento do seu martírio. Pode também ser representado com o Livro dos Evangelhos ou uma cruz processional nas mãos, porque o transporte da cruz e a guarda dos livros sagrados eram da responsabilidade dos diáconos. Outras vezes surge representado com um cálice cheio de peças de ouro, o que constitui uma alusão aos tesouros da igreja que guardava e que distribuiu pelos pobres.